Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Um Comentário

Holanda experimenta o grupo do morte – Grupo B

Holanda experimenta o grupo do morte – Grupo B

O primeiro jogo da Euro na Ucrânia foi o encontro entre um favorito, a Holanda, contra uma zebra, a Dinamarca.
As duas seleções fazem parte do chamado grupo da morte, que conta ainda com Alemanha e Portugal.

A Holanda começou a partida com a leveza ofensiva de sempre. Envolvente, a seleção campeão de 88, batia a gol, mas errava quase sempre por muito pouco.
Robben, Sneijder e Afellay alternavam posicionamento na linha mais próxima de Van Persie, que era o homem mais perto da área.
A Dinamarca se fechava e ficava muito claro que mesmo com toda técnica e leveza a Holanda ainda precisaria de mais alguma coisa para chegar ao gol.
O brilhantismo do que pode ser chamado de quarteto criativo ainda carecia de outros “ajudantes”, mas a distância entre os sistemas defensivos e ofensivos era um evidente problema holandês.

A Dinamarca marcava e armava uma escapada ou outra para o ataque.
Aos 24, em jogada pela esquerda, a bola, espirrada, sobra para Kron-Dehli, que domina, dribla e bate para fazer o único gol do primeiro tempo.

A Holanda tentava diminuir, mas insistia em não aproximar ninguém de Afellay, Robben, Sneijder e Van Persie.

O segundo tempo começou com a Holando adotando uma postura diferente.
Até mesmo Van Bommel se apresentava como opção, mas especialmente Willems, pela esquerda, mostrava a predileção pelo jogo ofensivo menos concentrado apenas nos quatro homens mais agudos do primeiro tempo.

Aos 28 do segundo tempo, Marwijk fez duas modificações. Huntelaar e Van der Vaart entram e Afellay e De Jong saem. Van Persie cedeu o espaço pelo centro do ataque a Huntellar, mas ainda assim os holandeses não conseguiam furar o bloqueio defensivo.
O tempo passava e o desespero aumentava.

A Dinamarca, sempre que podia, colocava a bola no chão e saía com toques curtos e bem pensados.

Não seria fácil parar a Holanda e não foi mesmo tranquilo, mas com muita aplicação e muita doação a Dinamarca conquistou seus primeiros três pontos no grupo da morte.

A Holanda chegou a finalizar 28 vezes e a Dinamarca apenas oito, mas a eficiência foi dinamarquesa.

[related_posts_by_tax posts_per_page="4"]